quinta-feira, 14 de abril de 2016

Lançamento Oficial da Publicação "Implementação da Avaliação Rápida e Priorização da Gestão das Unidades de Conservação - RAPPAM"


Ontem (13/04) foi a cerimônia de lançamento oficial da publicação "Implementação da Avaliação Rápida e Priorização da Gestão das Unidades de Conservação - RAPPAM", no Parque Estadual Serra do Rola Moça, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG), a avaliação revela a situação das Unidades de Conservação (UCs) e do sistema estadual de UCs.






RAPPAM é uma metodologia desenvolvida pela Rede WWF entre 1999 e 2002 para fornecer ferramentas voltadas ao desenvolvimento de políticas adequadas à proteção de sistemas naturais e à formação de uma rede global viável de áreas protegidas. O método já serviu para avaliar cerca de 80% das unidades de conservação existentes no Brasil. Foram mais de 200 UCs estaduais e 300 federais.




Os resultados do RAPPAM-MG mostram, por exemplo, que as UCs do estado enfrentam desafios semelhantes aos de áreas protegidas em outras regiões do país. Incêndios florestais, obras de infraestrutura próximas às áreas, invasão de espécies exóticas, lixo, caça e coleta de produtos não madeireiros são alguns dos problemas comuns.
Cerimônia de lançamento RAPPAM - MG.
Foto: Equipe IEF

Durante o primeiro semestre de 2015, o método foi implementado em Minas Gerais com a realização de uma oficina e a aplicação de questionários com os gestores das unidades de conservação e servidores da Diretoria de Unidades de Conservação do IEF. Inclusive com a participação das gerentes do Parque Estadual do Pau Furado e do Refúgio de Vida Silvestre dos Rios Tijuco e da Prata, Mariane Mendes Macedo e Celi Aparecida da Silva Machado, respectivamente.

Diretora Geral do IEF Adriana Araújo
recebe oficialmente a versão impressa do RAPPAM

A avaliação envolveu 69 UCs estaduais (38 Parques Estaduais, oito Estações Ecológicas, sete Monumentos Naturais, três Reservas Estaduais de Vida Silvestre, dez Áreas de Proteção Ambiental, uma Floresta Estadual e uma Reserva de Desenvolvimento Sustentável). Juntas, elas representam 76% das UCs mineiras, excluindo-se as Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs).

Clique na imagem e baixe a versão em PDF completa do RAPPAM do Estado de Minas Gerais.





Nenhum comentário:

Postar um comentário